Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006

Mensagem para 2007

  Estamos a chegar ao fim de mais um ano. O 2006 vai ficar caracterizado pelas numerosas falências e da mudança de grandes grupos para outros países . Porque razão tal aconteceu?

  Os incentivos fiscais acabaram assim como os contratos de produção. Tudo tem um fim e correctamente os Empresários vão para outro pais onde tenham condições mais aliciantes de investimento, Eu faria o mesmo. Também vão à procura de países com Ivas mais baixos e de mercados mais virgens.

  Podem dizer que o nosso Governo devia ter feito outros negócios para puxar investimento para Portugal mas quem quer investir neste pais? Só um otário. Têm a Eslováquia que tem um ordenado mínimo inferior ao nosso e o grau de eficiência e de educação é mil vezes superior. Ainda por cima fica no centro da Europa.

  Mas a resposta ao grande problema que se está a revelar provêm do pensamento generalizado que existe nos empregados. Vivem em função de um contrato de efectividade, trabalham que nem uns cães para o sacarem e quando o tem na mão ficam a viver à sombra da bananeira. Costumo ouvir dizer, comeste-me a carne agora comes-me os ossos. Começa a bandalheira, deixa de haver responsabilidade e de haver produção. Claro que há excepções . Nos grandes países este tipo de organização laboral não existe. Não há contratos vitalícios por isso não há parasitismo, há produção . Os bons trabalham e muitos deles são Portugueses que cá eram um parasitas e lá fora trabalham a sério, são produtivos. O sistema de trabalho de Portugal tem que convergir para o existente nos grandes paises , peca é pelo atraso.

 Chega o principio do ano e sabem qual a primeira coisa que muitos funcionários deste pais fazem? Vão buscar um calendário para verem os feriados e as pontes para marcarem as ferias. Onde se vê isto? Com este pensamento não vamos a lado nenhum. Admito que muita gente não quer esforçar-se porque não se sente recompensada. O problema é que se não alterarem a maneira de pensar este pais não anda para a frente. Se Eu fosse estrangeiro nunca investiria neste pais, é só pontes, é só greves, é só sindicatos, é só parasitagem , assim nunca.

Já viram a quantidade de sindicatos que existem? Imensos.  Ainda por cima só lixam o funcionário, vão fazer greves, não ganham o ordenado e o sindicato não os compensa em nada. Na Alemanha (podia dar outro exemplo) raramente há uma greve, mas se tal acontecer sabem quem paga o dia de trabalho? o Sindicato, à pois é e cá descontam para que? Para que os dirigentes dos sindicatos parasitem.

 Para que Portugal ande para a frente e estamos com pequenos sinais que tal irá acontecer, é preciso que deixemos de nos acomodar de nos encostar. Temos que nos esforçar mais.

  A mentalidade portuguesa tem que mudar, deixámos o Marxismo, vivemos num capitalismo desenfreado e temos que nos adaptar, apesar de ser dificil , sob risco de desaparecermos.      Para tal acho que o Governo tem de canalizar o maximo de recursos para a Educação pois esta mentalidade tem que ser alterada.

 O meu desejo para 2007 é que todos se esforcem mais.


publicado por Notasenroladas às 11:57
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Espiral a 29 de Dezembro de 2006 às 14:11
Eu acrescentaria ao teu desejo: e que cada um tome a sua parte de responsabilidade em cada coisa que faz na vida.


De V.A.D. a 30 de Dezembro de 2006 às 01:40
A minha opinião está em total convergência com a sua. Um dos motivos que levou a Opel a sair da Azambuja foi precisamente o tipo de exigências desajustadas e absurdas que os sindicatos fizeram: queriam, entre outras coisas, um aumento de vencimentos de 75 Euros mensais para todos os funcionários, não se contentavam com um aumento percentual; agora os funcionários têm que se contentar com o desemprego. Quanto à educação, creio que essa tem duas vertentes: a que é dada em casa e aquela que é a escola que fornece. Em casa é o que se vê, e a escola é uma desgraça, em termos gerais. O governo quer estatísticas, quer diminuir artificialmente a taxa de insucesso escolar e para isso quase proibe os professores de reprovar um aluno. Se o aluno fôr reprovado o professor é obrigado a justificar a reprovação, creio que através de um sem-número de relatórios. Chegou-se ao cúmulo de serem mencionados em livros de português programas televisivos de paupérrima qualidade... Enfim... Vem aí um novo ano, tenhamos esperança.

Cumprimentos e votos de um excelente ano de 2007


Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Reabertura de Blog

. Fim deste Blog

. Os Podres do Grande Minis...

. O Grande Ministro

. O Nosso Pais

. Ainda Socrates

. Taça da Liga

. Ambiente criado pelos med...

. Filha de Baltazar

. Obama

.arquivos

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds