Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Politicos

Qualquer pessoa com dois palmos de testa já se deve ter apercebido o que é a politica, jogos, esquemas, tricas mais ou menos habilidosas, avanços e recuos propaganda e desinformação, misturado tudo com muita aldrabice e descaramento, e eu pelo menos pensava que não era politico quem queria, mas sim quem o conseguia.

Aparentemente não, basta mesmo querer.

Normalmente, faz parte do trabalho de um politico discutir com os seus colegas e assessores , quais as declarações que presta à comunicação social, prever quais as questões que podem vir a ser colocadas, quais as mais sensíveis , de uma forma geral controlar o impacto que estas têm e saber esclarecer quais as intenções do seu grupo, ao tomar ou opor-se a esta ou aquela medida.

Sabemos todos de antemão que o politico nunca diz o que pensa o que diz é de acordo com o interesse especifico daquilo que quer comunicar, e procura omitir tudo aquilo que lhe pode causar má imagem ou causar um impacto negativo.

Sabemos que todo o politico quer votos, por isso bajula o publico. Na oposição criticando medidas que até concorda, produzindo demagogia, elogiando o auditório enaltecendo as suas virtudes "os portugueses saberão a forma com que ultrapassar a crise".  No governo queixando-se da pesada herança que recebeu e que as reformas e medidas que tomam são no melhor interesse de todos. Em eleições prometendo mundos e fundos.

Sabemos sobretudo que os políticos mentem, portanto

 

Quando nos aparece um politico que diz o que lhe vem à cabeça, não esta preparado para reagir explicando o que quis dizer, ofende o eleitorado e  sobretudo diz a verdade, confundindo assim os portugueses.

Temos um ministro que já decretou o fim da crise, no mesmo dia declarou que seria infantil decretar o fim da crise, pela pessoa de um seu secretario de estado disse que a culpa dos aumentos de 15% da electricidade é do consumidor, diz que se ganha pouco em Portugal e isso é bom, é uma vantagem, que os sindicatos são uma força de bloqueio e já agora que foi apanhado quase a 200, porque "estava com pressa", é claro que não sabemos como reagir.

Afinal parece que temos mesmo incompetentes no Governo. Um politico é ministro não porque o conseguiu, mas apenas por obra do acaso.

sinto-me: estupefacto

publicado por Notasenroladas às 18:08
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De V.A.D. a 2 de Fevereiro de 2007 às 14:05
É preciso ter a noção de que as pessoas verdadeiramente competentes fogem a sete pés da política (podendo haver, claro, honrosas excepções).
Por isso não é de admirar que tenhamos ministros como o da economia, ou ministras como a da educação...

Cumprimentos


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Reabertura de Blog

. Fim deste Blog

. Os Podres do Grande Minis...

. O Grande Ministro

. O Nosso Pais

. Ainda Socrates

. Taça da Liga

. Ambiente criado pelos med...

. Filha de Baltazar

. Obama

.arquivos

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds